Principais causas e tratamentos para queda de cabelo

 

A queda de cabelo é um problema que aflige a população mundial

Você sabia que, pelo menos 70% das pessoas vão passar por isso algum dia? Em épocas em que o tempo está mais frio e seco – como no outono e inverno -, o incômodo é ainda mais comum, pois é nessa época que os fios ficam menos irrigados por nutrientes e pelo sangue, o que favorece a quebra.

Além disso, o problema é ainda mais frequente em pessoas que usam muitos produtos para alisar o cabelo ou passam chapinha ou acessórios que quebrem o cabelo de maneira constante.

Em muitos dos casos, não há razão para se preocupar, porém é sempre bom estar atenta e conversar com um médico especialista, combinado?

Por aqui, a gente conversou com Luciano Boy, expert de Kérastase, que deu algumas dicas e truques de como lidar com essa situação. Vem ver:

A alimentação influencia em algo na queda de cabelo?

A alimentação tem ligação direta com a saúde do cabelo. O metabolismo precisa de nutrientes para funcionar. Vitaminas como A, C e D, quando trabalham juntas metabolizam melhor os nutrientes que vão para o sangue e todos os outros órgãos e, consequentemente, auxiliam a saúde de um modo geral. Por esse motivo, dietas de corte (ou muito radicais), que não fornecem a quantidade suficiente de nutrientes estipulada, são agentes da queda capilar. O diagnóstico mais comum, no caso de pessoas que desenvolvem anemia, por exemplo, é a queda dos cabelos. O déficit de ferro no sangue – ingrediente essencial para o bom funcionamento do organismo – impacta de forma negativa o metabolismo e acaba por prejudicar os fios. O ideal é uma dieta equilibrada. Mas, vale lembrar, que a alimentação não é o único motivo da queda.

Lavar todos os dias é recomendado?

Existem diversos casos que precisam ser observados. Por exemplo: pessoas diagnosticadas com couro cabeludo oleoso têm a necessidade de fazer a higienização. Durante esse processo, que vai além da lavagem, ocorre a renovação celular. Caspas invisíveis, que ficam depositadas na superfície do couro cabeludo, aliadas ao sebo – produzido pelas glândulas sebáceas – formam uma substância que pode vir a ter odor característico e causar coceira. Por ser uma aréa úmida e quente, o que acontece é o aumento do número de microrganismos no ambiente. Por esse motivo, a higienização é essencial para livrar o ambiente dos microrganismos e purificar o couro cabeludo. Uma coisa importante é a escolha do produto adequado. Somado a isso, o ideal é não esfregar o couro e, sim, massagear levemente com movimentos circulares. Dessa forma, a irrigação sanguínea e a renovação celular são estimuladas. Em outros casos, quando a pessoa está em um cenário de queda e esfrega o couro com muita intensidade e força, a situação tende a atenuar-se. O segredo para amenizar é a lavagem suave e atenção para a secagem. Quanto mais os fios são esticados, maior a probabilidade de queda.

É verdade que os cabelos caem mais no inverno? Por que?

É comum. Os relatos dizem que, no outono e no inverno, as quedas aumentam. Não uma comprovação científica sobre esse dado, mas acredita-se que, por conta de choques térmicos como excesso de frio e calor, a interrupção no crescimento dos fios é agravada.

Quais as principais causas da queda de cabelo?

Os motivos mais comuns são: dietas que não oferecem as quantidades de nutrientes necessárias; recuperações pós-cirúrgicas, devido à alta ingestão de medicamentos; alterações hormonais (naturais ou induzidas); choques pós-traumáticos; excesso de bebidas alcoólicas; tabagismo e alopecia androgenética. Este último é um afinamento genético, causado pela alta produção de testosterona e herdado dos pais (50% pai, 50% mãe). Todos estes fatores impactam no metabolismo e, consequentemente, comprometem a saúde capilar. Existe um ciclo de crescimento dos fios que dura, em média, 5 anos (cada folículo). Entretanto, pode ser interrompido por algum dos motivos citados. Normalmente, dentro de 6 meses os fios se recuperam e retornam ao ciclo de crescimento. Em contrapartida, há casos os fios não se recuperam. Normalmente, o prazo para retomada do ciclo é de 12 meses. Caso isso aconteça, começa o processo de perda de densidade.

Quais produtos são mais recomendados para combater a queda?

Fatores como stress e tratamentos hormonais são responsáveis por enrijecer o colágeno do couro cabeludo. Como o folículo está localizado na pele e envolto de células de colágeno, o Bain Prevention, da linha Specifique, da Kérastase ajuda a desenrijecer o colágeno do couro e auxiliar no tratamento anti-queda.

Bain Prévention, Kérastase (R$ 131 na Época Cosméticos)

Existe algum tratamento específico?

Em casos mais graves, é recomendado a ampola Anti Chute, da Kérastase, um tratamento de 6 semanas. E, para o tratamento preventivo, o tônico de uso diário Stimuliste, também da Kérastase.

Quais tratamentos caseiros são recomendados?

Não há recomendações específicas.

Coloração prejudica cabelos que têm tendência a queda?

Não existe nenhuma comprovação. De qualquer forma, é interessante que, quando a pessoa estiver em tratamento anti-queda interrompa os processos químicos para verificar os resultados e avaliar a efetividade dos resultados.

Matéria publicada no site: http://www.dominiopop.com

A beleza e a busca pela naturalidade

A modelo alemã Toni Garrn é adepta da rotina de beleza minimalista, com cosméticos que realçam a beleza natural. Não é a toa que ela é embaixadora de Aura Botanica, a nova coleção da Kérastase feita com 98% de ingredientes de origem natural. Toni aposta em uma rotina de beleza simples, com apenas poucos e bons itens.
Quando ouvi que a Kérastase ia lançar uma linha de produtos naturais, eu pensei “Meu Deus, isso é totalmente pra mim”, contou a modelo em entrevista ao The Coveteur, onde entregou seus segredos de beleza. No site segredos de salão Toni compartilha seus principais segredos de beleza para um visual sempre bonito, natural e saudável. Confira!

Curiosidades sobre os cabelos


Mais do um adorno, desempenha um papel fundamental em nossa imagem.

 

Pretos, castanhos, loiros ou ruivos, o importante é que os cabelos sejam saudáveis pois um organismo fatigado produz cabelos fracos e sem brilho. Queda, oleosidade, caspa e pontas duplas são problemas que afetam constantemente os fios e por este motivo, cuidar do cabelo não é apenas tratar da beleza e da juventude, mas também da saúde e do bem estar geral.

O cabelo, os pelos e as unhas são feitos de queratina, um tipo de proteína rígida, rica em enxofre. A queratina se apresenta sobe diferentes formas em todo organismo, no que diz respeito a saúde e tratamento do cabelo, a mais importante, é a cutícula ou seja a parte externa do fio.

A cutícula é formada de vários revestimentos de células chamadas escamas, que são a proteção do fio, se as escamas se levantam o fio perde o brilho e consequentemente a sua proteção, tornando-se áspero e inicia o processo de deterioração. Ocorrendo isso perde-se as substancias que dão a cor (melanina) e sua estrutura.

 

Ciclo de vida

Em condições normais, os cabelos crescem entre 12 e a 17 centímetros por ano, durante cerca de cinco anos . Os fios crescem em media 1 cm por mês e passam por 3 fases de desenvolvimento em seu ciclo de vida.

 

Fase de Crescimento (Anágena)

As células se dividem e se multiplicam no bulbo constituindo o fio.

Fase de Repouso (Catágena)

A divisão celular diminui gradativamente até ser interrompida. O cabelo não cresce mais.

Fase de Queda (Telogena)

A multiplicação celular não acontece mais, após este período os fios, começam a cair e são substituídos por novos, que nascem após um período de três a quatro meses de repouso. Este processo é permanente e, a cada instante, temos cabelos que estão no fim do seu ciclo de vida e cabelos novos que começam a nascer.

 

Curiosidade

Durante toda nossa vida, cada folículo pode produzir em torno de 25 ciclos, porém, pode ser afetado por variados fatores como: a hereditariedade, o envelhecimento, desequilíbrios hormonais, tratamentos químicos, medicamentos, fadiga, choques emocionais, stress ou a gravidez .
Para que o ciclo do cabelo decorra normalmente, é necessário um bom estado geral da saúde, bem como a escolha de produtos adequados e de qualidade.

 

Drenagem Linfática

Você sabe qual é a função da Drenagem Linfáticas?

– Acelerar o processo de retirada dos líquidos acumulados entre as células, e os resíduos metabólicos;
– Auxilia na limpeza das toxinas;
– Estimula a regeneração dos tecidos;
– Melhora o sistema imunitário;
– Relaxa e tranquiliza o corpo/organizo;
– Ajuda a combater a celulite;
– Melhora a ação anti-inflamatória do organismo.

Colaboradora:
Viviane Neves Terapia Corporal

Qual o seu tipo de beleza?

Qual o seu tipo de beleza? Visagismo adequa sua aparência à personalidade
Colérica, fleumática, melancólica ou sanguínea? O seu tipo de beleza tem tudo a ver com os cortes de cabelo, penteados e maquiagens que ficam bem ou não em você. Aprenda!

Ir ao salão pode ser uma missão complicada. Por mais que a gente escolha um corte ou uma maquiagem e leve referências, às vezes o responsável pinta e borda na nossa beleza do jeito que melhor lhe convém. Mas, se o profissional tiver conhecimentos de visagismo, e souber identificar o tipo de beleza, ele pode estar fazendo um favor ao não fazer o que pedimos.

Em sentido horário: Angelina Jolie é um exemplo de beleza colérica. Kirsten Dunst é fleumática. Rooney Mara é melancólica, e Rihanna é sanguínea. Com qual você se identifica mais?

O visagismo é uma teoria criada pelo cabeleireiro e maquiador francês Fernand Aubry, e tem como objetivo harmonizar a beleza externa à personalidade das pessoas. No Brasil, um dos principais entusiastas da teoria é o artista plástico anglo-brasileiro Philip Hallawell, autor do livro “Visagismo | Harmonia e estética” (Editora Senac).

Hallawell adequou os arquétipos de personalidade definidos pelo psicanalista Carl Jung à estética. Como resultado, os tipos de beleza foram classificados em quatro tipos: sanguínea ; fleumática ; colérica e melancólica .

As pessoas de beleza sanguínea são enérgicas, extrovertidas e positivas. Apresentam traços inclinados no rosto, nas roupas e no cabelo. A cor dessas pessoas é o amarelo e a forma, o triângulo.

Já as fleumáticas são pessoas calmas, tranquilas e fechadas. O rosto, as roupas e os cabelos têm linhas arredondadas e a aparência é lânguida. Sua cor é o roxo e sua forma, o círculo.

As coléricas têm personalidade e temperamento forte, são determinadas e de atitude. Caracterizam-se pelas linhas retas e grossas. A cor é o vermelho e a forma é o retângulo.

E, por fim, as melancólicas são pessoas sonhadoras, introvertidas, criativas e atenciosas. As linhas dessa beleza são finas, verticais e onduladas. Sua cor é azul e a forma é oval.

Retirado do Site: IG

DIGA NÃO AO DESTOMBAMENTO DO ENTORNO DO PARQUE DO IBIRAPUERA

Queridos amigos e clientes,

O entorno do Parque Ibirapuera foi tombado em 1997 pelo CONPRESP (Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural de São Paulo) protegendo a região de modo perene das investidas imobiliárias e de outras quaisquer garantindo a preservação do valor histórico, cultural, ambiental e urbanístico de um dos pulmões da cidade. Dentre as diretrizes da resolução, hoje, as edificações construídas ou reformadas nesse perímetro não podem ter mais de dez metros de altura (três andares).
Há risco do CONPRESP votar pelo destombamento desautorizando sua própria resolução. Esta não é a primeira tentativa do CONPRESP, em 2004/2005 uma ação semelhante não foi bem-sucedida. Após dois anos de estudos urbanísticos e ambientais e de pressão da Associação de Moradores da Vila Nova Conceição, Sociedade dos Amigos do Jardim Lusitânia e Movimento Defenda São Paulo, apoiados por inúmeras associações de moradores e entidades ambientalistas.

Se essa nova tentativa do Conselho for adiante, será permitida a construção de prédios de 54 metros de altura residenciais ou comerciais provocando uma corrida imobiliária no perímetro mais valorizado de São Paulo. O destombamento destas quadras comprometeria definitivamente toda a infraestrutura viária, fluvial e ambiental da região atingindo também bairros adjacentes e prejudicando irremediavelmente toda a população que hoje faz uso do Parque do Ibirapuera.

O destombamento do entorno do Parque do Ibirapuera envolve sérias questões urbanísticas e ambientais para a região que estão sendo ignoradas por quem deveria considerá-las em primeiro lugar.

O Comitê de Empresários e a Associação de Moradores da Vila Nova Conceição convida você a DIZER NÃO AO DESTOMBAMENTO DO ENTORNO DO PARQUE e a mobilizar as autoridades e seus órgãos competentes.

O que as mulheres pensam sobre beleza

Não tem como negar. A beleza dos cabelos e a barriguinha saliente são as maiores preocupações estéticas nas mulheres, não é verdade? Uma pesquisa feita em parceira da Onodera com a Sophia Mind – empresa de pesquisa do grupo Bolsa de Mulher – confirmou estas e outras aflições femininas. Foram ouvidas 3500 mulheres em todo o Brasil, das classes A, B e C, e os resultados mostram que somos todas muito parecidas e dividimos as mesmas opiniões e desejos. O levantamento foi dividio em três partes: asatisfação com o corpohábitos de consumo beleza.

Foi detectado que as mulheres, em sua maioria, acreditam que ser bela vai além dos traços simétricos e tratamentos estéticos: passa também pela autoestima, em sentir-se bem consigo mesma e com a relação com o parceiro, amigos e também sua imagem profissional.

Quase todas as entrevistadas, 92%, acreditam que as pessoas ao redor reparam, sim, nos defeitinhos que temos e, se os outros reparam, cada uma de nós sabe bem o que nos incomoda. Apenas 8% das ouvidas declaram esta satisfeitas com seu corpo, mas felizmente 87% delas se consideram bonitas, mesmo com algumas imperfeições.

Fonte: http://www.bolsademulher.com

Cuide do cabelo… e do sono!

Se você é do tipo que faz de tudo para estar sempre bem na foto, cuidar dos cabelos deve fazer parte da sua rotina diária. Aqui neste blog, inclusive, tenho divulgado novidades e dicas interessantes para ter madeixas de impressionar. Você deve estar por dentro, com certeza. Mas o que descobri nos últimos dias, é que além do cabelo, o sono pode ser o nosso grande aliado. Quer ver?

Um estudo sueco publicado na revista especializada British Medical Journal diz que a ideia de que as
pessoas precisam de um “sono de beleza” está correta. Os pesquisadores do Instituto Karolinska, em Estocolmo, afirmam que pessoas privadas de sono por longos períodos parecem menos atraentes e saudáveis do que as que dormiram bem.

A equipe de cientistas escolheu 23 homens e mulheres para serem fotografados depois de oito horas de sono e novamente após ficarem acordados por 31 horas. Em seguida, o grupo pediu a observadores que avaliassem as fotografias. As imagens obedeceram a um padrão. Todas as pessoas estavam à mesma distância da câmera, nenhuma usava maquiagem e todas tinham a mesma expressão. Segundo o relatório da pesquisa, os rostos dos voluntários quando estavam privadas de sono foram percebidos como menos saudáveis, mais cansados e menos atraentes do que nas fotos após terem dormido oito horas. Apesar de ser bastante conhecido, os pesquisadores diziam que faltava comprovação científica do conceito de “sono de beleza”.

Os cientistas dizem que os resultados podem ajudar em consultas médicas, permitindo que o médico detecte mais facilmente sinais de doença nos pacientes.

* Matéria da BBC Brasil no link:  http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2010/12/101215_sono_beleza_cc.shtml