A fórmula que impede os fios de ficarem brancos.

A marca francesa de cosméticos especializados para cabelos inventou uma fórmula que impede os fios de ficarem brancos.

Quem nunca sonhou em acabar com os fios brancos sem ter o trabalho de retocar a raiz todo mês? Agora isso pode se tornar uma realidade assim como também é possível amenizar os pés de galinha! Apesar do grisalho ser uma tendência para mulheres que curtem o visual de vovó repaginado não só nos looks, o envelhecimento capilar não afeta somente a coloração, mas também a qualidade do fio. O spray Phyto RE30 promete acabar com a sua dor de cabeça ao trazer de volta a cor original do cabelo sem utilizar tinta, além de postergar a chegada do branco e melhorar a aparência dos fios ao deixá-los mais fortes, rejuvenescendo as mechas da mesma maneira que os alimentos antioxidantes.

Os laboratórios Phytosolba, especialistas em cuidados com o cabelo e fundados pelo cabeleireiro das celebridades Patrick Alès, são os responsáveis pela criação do spray. A marca francesa, batizada como Phyto, investiu 6 anos de pesquisa para a invenção que pode ser considerada uma tecnologia revolucionária no universo da beleza. Nenhum outro produto conseguiu alcançar os efeitos garantidos pelo cosmético. “Os resultados são clinicamente comprovados: repigmentação dos fios na raiz, o cabelo cresce de volta com cor, mais forte e mais suave”, assegura o site da empresa.

Como o spray consegue pigmentar

Durante o envelhecimento do cabelo, os fios ganham novas características: demoram mais tempo para crescer, ficam mais fracos e se tornam mais finos. Outro fator que se intensifica com o passar dos anos é a perda de melanina, estimulada pelo hormônio alpha-MSH, que está diretamente ligado a cor natural do cabelo. Segundo informações apuradas pela Vogue, a solução encontrada pela marca foi buscar uma molécula que desemprenhasse o mesmo papel que o hormônio, e o RE30 foi a grande descoberta. A molécula é capaz de aumentar em 39% a produção de melanina, garantindo 30% a menos de fios brancos para quem usar o produto diariamente por 3 meses. Além disso, 98% da fórmula do cosmético é feita com extrato de tulipa púrpura, responsável por fortalecer as mechas.

Para conseguir o resultado assegurado pelo cosmético, existem algumas indicações. É recomendado utilizar o produto diariamente, aplicando-o diretamente na raiz ao dar 8 borrifadas. Apesar do uso frequente, a resposta esperada só ficará perceptível a partir do terceiro mês. Para rejuvenescer a aparência durante o tempo estimado, deixar o cabelo mais curto pode ser um bom recurso.

Fonte: cosmetic innovation

Principais causas e tratamentos para queda de cabelo

 

A queda de cabelo é um problema que aflige a população mundial

Você sabia que, pelo menos 70% das pessoas vão passar por isso algum dia? Em épocas em que o tempo está mais frio e seco – como no outono e inverno -, o incômodo é ainda mais comum, pois é nessa época que os fios ficam menos irrigados por nutrientes e pelo sangue, o que favorece a quebra.

Além disso, o problema é ainda mais frequente em pessoas que usam muitos produtos para alisar o cabelo ou passam chapinha ou acessórios que quebrem o cabelo de maneira constante.

Em muitos dos casos, não há razão para se preocupar, porém é sempre bom estar atenta e conversar com um médico especialista, combinado?

Por aqui, a gente conversou com Luciano Boy, expert de Kérastase, que deu algumas dicas e truques de como lidar com essa situação. Vem ver:

A alimentação influencia em algo na queda de cabelo?

A alimentação tem ligação direta com a saúde do cabelo. O metabolismo precisa de nutrientes para funcionar. Vitaminas como A, C e D, quando trabalham juntas metabolizam melhor os nutrientes que vão para o sangue e todos os outros órgãos e, consequentemente, auxiliam a saúde de um modo geral. Por esse motivo, dietas de corte (ou muito radicais), que não fornecem a quantidade suficiente de nutrientes estipulada, são agentes da queda capilar. O diagnóstico mais comum, no caso de pessoas que desenvolvem anemia, por exemplo, é a queda dos cabelos. O déficit de ferro no sangue – ingrediente essencial para o bom funcionamento do organismo – impacta de forma negativa o metabolismo e acaba por prejudicar os fios. O ideal é uma dieta equilibrada. Mas, vale lembrar, que a alimentação não é o único motivo da queda.

Lavar todos os dias é recomendado?

Existem diversos casos que precisam ser observados. Por exemplo: pessoas diagnosticadas com couro cabeludo oleoso têm a necessidade de fazer a higienização. Durante esse processo, que vai além da lavagem, ocorre a renovação celular. Caspas invisíveis, que ficam depositadas na superfície do couro cabeludo, aliadas ao sebo – produzido pelas glândulas sebáceas – formam uma substância que pode vir a ter odor característico e causar coceira. Por ser uma aréa úmida e quente, o que acontece é o aumento do número de microrganismos no ambiente. Por esse motivo, a higienização é essencial para livrar o ambiente dos microrganismos e purificar o couro cabeludo. Uma coisa importante é a escolha do produto adequado. Somado a isso, o ideal é não esfregar o couro e, sim, massagear levemente com movimentos circulares. Dessa forma, a irrigação sanguínea e a renovação celular são estimuladas. Em outros casos, quando a pessoa está em um cenário de queda e esfrega o couro com muita intensidade e força, a situação tende a atenuar-se. O segredo para amenizar é a lavagem suave e atenção para a secagem. Quanto mais os fios são esticados, maior a probabilidade de queda.

É verdade que os cabelos caem mais no inverno? Por que?

É comum. Os relatos dizem que, no outono e no inverno, as quedas aumentam. Não uma comprovação científica sobre esse dado, mas acredita-se que, por conta de choques térmicos como excesso de frio e calor, a interrupção no crescimento dos fios é agravada.

Quais as principais causas da queda de cabelo?

Os motivos mais comuns são: dietas que não oferecem as quantidades de nutrientes necessárias; recuperações pós-cirúrgicas, devido à alta ingestão de medicamentos; alterações hormonais (naturais ou induzidas); choques pós-traumáticos; excesso de bebidas alcoólicas; tabagismo e alopecia androgenética. Este último é um afinamento genético, causado pela alta produção de testosterona e herdado dos pais (50% pai, 50% mãe). Todos estes fatores impactam no metabolismo e, consequentemente, comprometem a saúde capilar. Existe um ciclo de crescimento dos fios que dura, em média, 5 anos (cada folículo). Entretanto, pode ser interrompido por algum dos motivos citados. Normalmente, dentro de 6 meses os fios se recuperam e retornam ao ciclo de crescimento. Em contrapartida, há casos os fios não se recuperam. Normalmente, o prazo para retomada do ciclo é de 12 meses. Caso isso aconteça, começa o processo de perda de densidade.

Quais produtos são mais recomendados para combater a queda?

Fatores como stress e tratamentos hormonais são responsáveis por enrijecer o colágeno do couro cabeludo. Como o folículo está localizado na pele e envolto de células de colágeno, o Bain Prevention, da linha Specifique, da Kérastase ajuda a desenrijecer o colágeno do couro e auxiliar no tratamento anti-queda.

Bain Prévention, Kérastase (R$ 131 na Época Cosméticos)

Existe algum tratamento específico?

Em casos mais graves, é recomendado a ampola Anti Chute, da Kérastase, um tratamento de 6 semanas. E, para o tratamento preventivo, o tônico de uso diário Stimuliste, também da Kérastase.

Quais tratamentos caseiros são recomendados?

Não há recomendações específicas.

Coloração prejudica cabelos que têm tendência a queda?

Não existe nenhuma comprovação. De qualquer forma, é interessante que, quando a pessoa estiver em tratamento anti-queda interrompa os processos químicos para verificar os resultados e avaliar a efetividade dos resultados.

Matéria publicada no site: http://www.dominiopop.com

Você sabe o que é intolerância alimentar?

Teste de intolerância alimentar

A revolução industrial na área de alimentos é relativamente recente e tem oferecido à sociedade uma grande quantidade de produtos modificados, a fim de que possam ter sua validade para consumo estendida por longos períodos de tempo.

Por outro lado, não houve tempo suficiente para que o conjunto dos nossos genes pudesse adaptar-se a essas modificações químicas introduzidas nos alimentos que compõem a nossa dieta alimentar.

Assim, não é surpresa estarmos ingerindo em nossas refeições alimentos mais ou menos incompatíveis com a capacidade que o nosso genoma possui para metabolizá-los.

Por esse motivo, a porção interna do intestino delgado, chamada “mucosa”, que é por onde todos os alimentos são absorvidos para dentro do corpo, em condições normais não permite que esses alimentos incompatíveis cheguem à nossa circulação sanguínea.

Mas essa barreira algumas vezes não é suficiente para blindar nosso corpo e esses alimentos indesejados acabam adentrando à nossa corrente sanguínea. Com isso, o sistema imunológico que nos defende é recrutado e começa a produzir anticorpos contra esses elementos estranhos. São as chamadas “imunoglobulinas G”, responsáveis por um tipo de reação imunológica chamada “hipersensibilidade retardada”, que consegue livrar o nosso corpo de muitos ataques do ambiente em que vivemos.

As imunoglobulinas ligam-se aos alimentos incompatíveis, formando moléculas grandes chamadas “complexos antígeno-anticorpo”, que ficam circulando livremente pelo sangue.

Uma outra célula importante do nosso sistema imunológico, chamada “macrófago” encosta no complexo antígeno-anticorpo e, através de movimentos amebóides coloca-o para dentro do seu citoplasma, num processo chamado “fagocitose” e, graças aos enzimas que possui, em poucos minutos destrói totalmente o inimigo. Isto ocorre se a quantidade de complexos for pequena.

Se, por outro lado, a pessoa ingerir uma quantidade desproporcional desses alimentos, não haverá macrófagos suficientes para fagocitar todos os complexos antígeno-anticorpo formados e aqueles que restarem continuarão a circular na corrente sanguínea.

E, mais cedo ou mais tarde, acabam se depositando na parede interna de algum vaso sanguíneo, originando imediatamente um processo inflamatório, o grande responsável pelos sinais e sintomas causados pela “intolerância alimentar”. Se essa inflamação ocorrer no intestino, o paciente apresentará um quadro clínico relacionado ao sistema digestivo, relatando empachamento, gases em excesso, dor abdominal, azia, episódios de diarreia alternados com prisão de ventre, etc, em tudo levando ao diagnóstico de “síndrome do

cólon irritável”, com prescrição de ansiolíticos que dificilmente levarão à cura do paciente, pois a causa de sua doença não está sendo atacada.

Se a inflamação situar-se nos vasos sanguíneos do sistema respiratório alto, o paciente manifestará queixas relacionadas às vias aéreas superiores (coriza, espirros frequentes e outros tantos), ensejando o diagnóstico de diferentes tipos de “alergia” que o paciente vai carregando ao longo de sua vida.

Na pele, essa inflamação provoca dermatites que também acompanham o paciente por muitos anos. Síndrome

do pânico, enxaqueca, doenças autoimunes e muitas outras doenças crônicas têm desafiado os médicos no tratamento de seus pacientes e puderam ser curadas apenas pela retirada dos alimentos incompatíveis da dieta alimentar.

Na hipersensibilidade retardada, nosso organismo leva cerca de quatro dias para produzir os anticorpos contra esses antígenos alimentares e por isso o paciente acaba não correlacionando seus sintomas com os alimentos que ingeriu dias atrás. Por isso, eles continuam ingerindo-os, aumentando a gravidade do processo. A finalidade única deste teste de intolerância alimentar é pesquisar a presença de imunoglobulina G para cada um 221 diferentes alimentos relacionados.

Se houver incompatibilidade para qualquer alimento, o laudo indica a quantidade de IgG para cada um dos alimentos para ele incompatíveis.

Paulo Grimaldi, MD, PhD -Laboratório Pathos

Clique aqui e conheça o site do laboratório Pathos

Sim ao tratamento com suplementos

Uma força para o crescimento dos fios


Muitas pessoas estão preocupadas com a queda e o enfraquecimento dos seus fios de cabelo.
Estudos dizem que dietas inadequadas, estresse e alterações hormonais são as principais causas desses problemas, e uma alternativa é o tratamento com suplementos alimentares (não remédios!) que agem no organismo e fortalecem os fios.

PantogarViviscal e Ineov são multivitaminicos de sucesso, que proporcionam um crescimento saudável desde o interior do bulbo. Para experimentá-los você precisará de certo investimento (o tratamento para um mês custa de R$80,00 a R$120,00) e paciência, já que os resultados aparecem a partir de 3 meses. O Viviscal, por exemplo, tem sido usado por top models como Karlie Kloss, Arizona Muse, Carol Trentini. Um sucesso em Nova York.

O mais legal de toda essa história é não ter que ingerir remédio para ficar mais bonita! Mesmo assim, é bom consultar sua dermatologista e confirmar a indicação. Você encontra os produtos online ou em farmácias.

 

Colaboração: Camila Coutinho 

 

Diagnóstico personalizado Kerastase

 

O diagnóstico personalizado Kérastase consiste em uma série de procedimentos realizados pelo expert K que avalia as condições do couro cabeludo e fios com a finalidade de descobrir as duas principais necessidades de tratamento.

O diagnóstico K permite a escolha dos rituais de tratamento que serão realizados no salão e também a recomendação de um programa a ser realizado em sua casa.

Venha conversar e conhecer as melhores soluções personalizadas para você.

Agende seu horário 11 5093-7503 / 5093-7504
Av. Rouxinol, 115 | Moema | SP

Você sabe o que é um couro cabeludo sensível?

O couro sensível é um pouco mais avermelhado do que o normal, pois a micro circulação é mais acelerada, como um estado pré- inflamatório. Por isso prender, amarrar ou usar chapéu por muito tempo deixa bem dolorido! Sabe aquela coceira “gostosa”? Tem gente que pede pra usar força quando lava no salão! Dá uma sensação de alívio!

Mas este tipo de couro pode desenvolver outras anomalias, entre muitas como a caspa e a seborréia.

Para minimizar, acalmar e prevenir a Kérastase desenvolveu a coleção Especifique Dermo Calm com:

Óleo de Calophyllum: para acalmar a irritação.
Piroctona Olamina: para impedir a comichão.
Glicerina: para relaxar e suavizar o couro cabeludo.
Mentol: para refrescar o couro cabeludo.

Agentes calmantes que equilibram as funções da pele minimizando o desconforto imediatamente.

Fórmula hipoalergénica e testada dermatológicamente.

Balayage Doré – a cor do sol nos seus cabelos

A técnica de balayages permite obter reflexos perfeitos pois são executadas manualmente com a habilidade de um artista para criar brilho e profundidade.

O que você deseja: Cabelo com tonalidades destacadas em dourado ou mechas de cor do sol?

Balayage Doré ilumina os cabelos claros ou escuros promovendo um toque de luminosidade sem alterar a cor, pois respeita o seu tom.

Venha fazer uma consulta e descubra o tom perfeito para o seu cabelo.

Ritual Fusiodose, solução imediata

O ritual fusiodose é um tratamento instantâneo que atua profundamente na fibra tratando até duas necessidades em uma única aplicação.

São quatro concentrés de ativos 100 X mais eficientes: força, nutrição, brilho e densidade que se únem a cinco boosters em um novo conceito de personalização através da nanotecnologia.

Estas necessidades podem ser, por exemplo: força e nutrição, como é o caso de um cabelo descolorido. Após o processo químico este cabelo fica sensibilizado pois perdeu matéria e diminuiu a resistência, essa é a “necessidade primária”, por isso adicionamos ativos de força.

Outra necessidade de um cabelo descolorido é a nutrição, pois os cabelos processados ficam com um toque muito áspero. Nesse caso os ativos de nutrição presentes no Boosterdevolve o toque macio aos fios, suprindo a sua necessidades secundária.

Este Ritual é recomendado para os dias em que a mulher não dispõe de muito tempo para executar procedimentos mais demorados no salão e pode ser facilmente incluído em qualquer serviço no salão, como coloração, corte ou styling.

Conheça todas as combinações no site da Kérastse


Ritual Touche Chromatique de Kérastase

A cantora Mia Wicthoff testou e aprovou novo tratamento para cabelos coloridos Touche Chromatique da Kérastase.

O Ritual Touche Chromatique possui alta concentração de pigmentos puros que são adicionados à máscara de tratamento em doses personalizadas de acordo com a necessidade. Corrigir tons indesejados ou intensificar a cor, no período de desbotamento.

Disponível em quatro cores para as loiras, morenas e as ruivas.

Cool Blond: ideal para loiras, o pigmento violeta neutraliza os reflexos amarelados inimigos do cabelo loiro.

Cool Brown: pensado para as morenas de cabelo castanho, o pigmento verde neutraliza reflexos quentes e avermelhados nos fios.

Copper: criado para intensificar a cor dos cabelos acobreados, o pigmento laranja dá nova vida aos fios que começaram a desbotar.

Red: perfeito para as ruivas, o pigmento red acentua a cor do cabelo vermelho, que volta a ficar mais intenso e vibrante.